Entrevista de Urandir Oliveira para o Ufotvonline sobre os acontecimentos de 2012 – parte 1 1


Fim dos Tempos ? 2012 é o fim do mundo ??? veja o que relata o ufólogo e pesquisador Urandir Fernandes de Oliveira
Date Published: 10/27/2011
Fim dos Tempos ? 2012 é o fim do mundo ??? veja o que relata o ufólogo e pesquisador Urandir Fernandes de Oliveira
4.5 / 5 stars

Fim dos Tempos ? 2012 é o fim do mundo ??? veja o que relata o ufólogo e pesquisador Urandir Fernandes de Oliveira

O presidente da Associação Projeto Portal, Urandir Fernandes de Oliveira é bastante comentado na mídia pois os assuntos que ele estuda são muito polêmicos.  Urandir fundou o Projeto Portal,  mesmo com muitas críticas e difamações, se tornando atualmente uma entidade mundialmente reconhecida com vários Núcleos espalhados em todo território nacional e também  fora do Brasil, em alguns países da América, Europa e Ásia.  O projeto Portal conta ainda com uma fazenda para pesquisas no município de Corguinho no estado de Mato Grosso do Sul. Baseado nas informações e  orientações de 49 raças de seres extraterrestres que Urandir afirma contatar e conversar, ele e os demais pesquisadores do Projeto Portal estão construindo em pleno sertão sul-matogrossense uma cidade intitulada de Zigurats, que fica a apenas 4Km da sede da Fazenda Portal.

Em virtude dessa movimentação, a equipe do Ufotvonline www.ufotvonline.com.br entrevistou Urandir Oliveira a respeito do que ele pensa e acredita  em relação aos temidos acontecimentos de 2012 e os motivos da construção dessa cidade que foi projetada com  com galerias subterrâneas contendo salões e  passagens secretas, grandes silos para armazenamento de alimentos tanto na superfície quanto no subsolo e ainda um moderno e completo centro tecnológico (CTZ) que está equipado com um dos melhores observatórios astronômicos brasileiros, tudo isso praticamente no meio do nada.  Atualmente são mais de 3500 integrantes da Associação Projeto Portal,  de diversas formações profissionais, que apoiam em suas pesquisas e ações. Certamente o que Urandir tem a nos falar sobre os acontecimentos de 2012 será mais um de seus  assuntos polêmicos.

Segue abaixo a entrevista na íntegra

Repórter UfotvOnline – Urandir, como é que o Projeto Portal vê 2012. O mundo realmente acaba em dezembro próximo?

Urandir Oliveira – Na realidade e com certeza o mundo não acaba nesse ano e nem vai acabar tão cedo. Há muita especulação, muitas profecias não só da linha esotérica como também de informações de outras correntes, de outros segmentos que dizem que o mundo acabaria em 2012. Como disseram também que o mundo acabaria em 1999/2000 e nada aconteceu. Então são apenas algumas mudanças que ocorrem ciclicamente de acordo com a dança universal dos planetas e dos corpos celestes e por aí afora.

Repórter UfotvOnline – O que realmente vai acontecer? Você fala em dança dos planetas, do universo, que tipo de dança? O que seria essa mudança cíclica?

Urandir Oliveira – Digamos que a dança seja os movimentos dos corpos celestes sobre o tecido da malha eletromagnética do universo e esses movimentos são harmônicos, seguem um padrão, irão sempre se repetir na sua maioria, mas não são 100 por cento precisos. Suas órbitas sofrem oscilações, sua velocidade também se altera conforme a aproximação de outro corpo. No entanto, como esses movimentos são cíclicos, sempre irão sofrer alterações quando passar próximo a um corpo maior que ele devido a seu campo eletromagnético. Ele pode entrar em choque ou sofrer atração e repulsão e isso provoca algumas mudanças geográficas nos corpos físicos.

Repórter UfotvOnline – Você falou em mudança cíclica. Quer dizer que a Terra já passou por isso outras vezes?

Urandir Oliveira – Existem vários estudos arqueológicos e geológicos que comprovam que o planeta já passou por diversos ciclos e eles têm um período semelhante entre si, que datam de 5.500 a seis mil anos entre cada mudança envolvendo o planeta Terra. Há também a alteração eletromagnética que pode ser observada através de escavações e análise feitas nas rochas, onde os fragmentos de minerais se concentram de acordo com a posição magnética do planeta em tal época. Quando há mudanças, eles tomam uma nova posição de acordo com o deslocamento do campo eletromagnético do planeta. Então esses minerais se comportam de forma diferente de acordo com as mudanças, com as inversões polares (polo magnético).

Repórter UfotvOnline – Você  recentemente citou uma data específica em dezembro de 2012. O que realmente vai acontecer?

Urandir Oliveira – Todo mundo está voltado para 21 de dezembro de 2012. Segundo o calendário maia é uma data muito importante porque se trata do alinhamento de vários sistemas em relação à galáxia central ou um alinhamento intergaláctico, vamos dizer assim. E o Sistema Solar, a Terra estão nessa posição também, junto com demais corpos celestes, outros sistemas dentro da nossa própria galáxia. O alinhamento acontece ciclicamente a cada 5.125 anos provocando algumas mudanças, algumas anomalias as quais podem trazer algumas consequências geográficas, algumas mudanças físicas no clima, na Terra, na temperatura. O que ouvimos falar sobre o efeito estufa é tudo especulação. Na realidade estamos nos aproximando de uma possível mini era glacial e não realmente de um degelo total. Claro que pode acontecer o degelo em algumas regiões do planeta, de acordo com o movimento de precessão da Terra, mas isso não tem nada a ver com o efeito estufa e muito menos com aquilo que o homem está provocando na natureza como o desmatamento. Esses fenômenos são naturais e acontecem a cada 5.125 anos e são realmente uma mudança de fase. Nós estamos em uma mudança de ciclo e não é o fim do mundo, o fim dos tempos.

Repórter UfotvOnline – Pelo que você disse, mesmo que o homem não fizesse nada que alterasse o ecossistema da Terra, esses fatos se dariam da mesma maneira?

Urandir Oliveira – Independente do que o homem faça na Terra os fenômenos iriam acontecer de uma forma ou de outra, porque o que o homem faz aqui é insignificante em relação ao tamanho do planeta e principalmente às influencias de corpos celestes direcionados ao Sistema Solar, principalmente a Terra. A interferência de campos eletromagnéticos de corpos gigantescos como galáxias, estrelas, etc. também provocam anomalias no Sol. Consequentemente ele  emana para a Terra uma diversidade imensa de várias partículas fotônicas e isso implica em mudanças não só no planeta, nas águas, na temperatura, clima, mas também em todo o ser vivente, em todo ser que respira, porque essas partículas atravessam os corpos, as rochas e isso pode provocar lesões celulares e tudo o mais. De todo o jeito a reação dessas partículas com as camadas de atmosfera que envolve o planeta promovem reações diversas e isso por conseguinte traz mudanças geográficas.

Repórter UfotvOnline – O fato de muitos jovens estarem morrendo subitamente, a incidência muito alta de câncer nos últimos anos, uma série de doenças estranhas que estão ocorrendo poderiam ser atribuídas a essas anomalias que já poderiam estar ocorrendo na Terra?

Urandir Oliveira – Digamos que boa parte dessas mortes subidas, desses problemas realmente tem interferência de anomalias ocorridas no cosmo. Aumento da pressão, hemorragias, coração, câncer, degeneração dos neurônios e outras doenças que estão levando as pessoas de uma forma radical e rápida. Quanto mais próximo chegarmos do alinhamento, mais se aceleram esses problemas, afetando a saúde não só do homem, mas de tudo o que respira na Terra. Alem disso também os raios solares e outros fatores que vêm do espaço vão causar problemas. A agricultura pode ser afetada e as colheitas serem prejudicadas, sendo que também poderá afetar a vida animal e das aves, porque o metabolismo deles responde diferente dos seres humanos. Se os humanos já têm esses problemas, já  foram afetados, imagine os animais e aves.

Repórter UfotvOnline – Você está dizendo que deve faltar água e alimentação para a população?

Urandir Oliveira – Com certeza. Independente do que aconteça no planeta é inevitável a escassez de água e alimento. Se ocorrer alguma hecatombe só deve acelerar o processo. Não é falta total, mas escassez, dificuldade na colheita, na plantação, porque deverão ocorrer muitos prejuízos na agricultura, na lavoura. O Sol, as intempéries climáticas e outros fatores provocados pelo próprio homem vão impedir e dificultar uma colheita farta em todos os alimentos da Terra. No Brasil nós temos a possibilidade do país se projetar mundialmente, por  ter uma grande extensão territorial com clima diferenciado em vários pontos, e se tornar o celeiro da humanidade. Mas como não acreditamos que as lideranças brasileiras queiram isso devido às articulações políticas entre outros países, e nos precavendo da possível falta de alimento e a consequente elevação de seus preços, é que estamos iniciando a nossa própria produção para que nos tornemos auto suficientes nessa área.

Repórter UfotvOnline – Como ficarão os continentes? Como ficam o Brasil e os demais países?

Urandir Oliveira – Digamos que se houverem realmente as hecatombes, o Brasil está protegido por se situar em uma placa tectônica inteira sem rachaduras. Mas se ocorrer a fragmentação, o país pode ser dividido ao meio, mas isso é uma possibilidade remota. Agora havendo mudança nas águas, o litoral será afetado, as pessoas que moram a beira mar sofrerão alguns prejuízos e podem até perder suas vidas se não saírem do Litoral, caso essas mudanças ocorram de uma forma repentina e não haja tempo para serem avisados. Mas seria oportunos que no dia do alinhamento, 21 e 22 de dezembro, as pessoas ficassem atentas e alertas e já estarem munidas de um plano B, caso tenham que sair repentinamente de suas casas, procurando um local mais alto, sendo que o alerta e a prevenção são os melhores remédios contra um prejuízo maior.

Repórter UfotvOnline – E os outros países, América do Sul, Europa, Ásia?

Urandir Oliveira – De acordo com as experiências passadas, quando houve o dilúvio global, ocorreram modificações radicais no planeta, inundou tudo, as águas saíram de um ponto e foram para outro. Tanto é que temos provas  inquestionáveis em arqueologia e em geologia de que pelo menos há 13 mil anos as águas corriam para o Norte e hoje correm para o Sul. Então houve uma inversão, uma inclinação do planeta para o lado contrário. Se as águas hoje correm para o Sul, imagine então se ocorrer alguma anomalia em relação ao alinhamento que faça com que o planeta volte à sua posição normal. Claro que teremos um novo dilúvio global, porque haverá inundações e onde hoje é sertão poderá ser inundado e onde estão as águas poderemos ter uma terra fértil e com certeza teremos muitas descobertas onde hoje é mar. Se já houve essas mudanças antes, as civilizações que aqui estavam devem ter construído algumas moradias, prédios ou qualquer outro tipo de construção nesses locais. E se houve essa mudança de polaridade, o planeta inclinou para o Sul, é claro que essas construções ficaram submersas e deverão vir à tona se o planeta voltar para a posição normal. Nós vamos conhecer ter acesso a essas construções que estão submersas onde muitos mergulhadores, muitos profissionais da área já descobriram, principalmente no Japão, algumas construções submersas a 60, 100, 200, 300 metros de profundidade. Nós temos um exemplo muito importante, o caso de Tihanuaco, na fronteira entre Bolívia e Peru, onde encontramos cidades submersas no lago Titicaca dando seguimento às construções que estão na superfície hoje. Se existe cidade submersa eles não construíram debaixo d’água, com certeza. Então é uma prova irrefutável de que já houve essas anomalias antigamente e que agora devem se repetir. Tanto é que os maias em seu calendário fizeram a previsão da mudança cíclica e coincide agora não com o fim do mundo ou o fim dos tempos, mas com o fim de uma era e vamos entrar na era de Aquário com o término da era de Peixes. Isso significa que essas mudanças radicais poderão ocorrer também. Não sei se com a mesma intensidade, mas existe a possibilidade de algumas mudanças começando com o alinhamento a partir de 21 de dezembro às 14h15min. Segundo o calendário maia seria às 12h58min, mas na correção do horário feita por nossos parceiros do universo, eles dizem que o alinhamento se dará às 14h15min do dia 21 de dezembro.

Repórter UfotvOnline – Poderão se confirmar os três dias de escuridão, conforme muitas profecias falam sobre isso?

Urandir Oliveira – Sim, existe a possibilidade porque se vai alterar o campo eletromagnético da Terra e de outros planetas também invertendo a sua rotação ou pelo menos ajustando, claro que iremos sofrer uma alteração radical que pode durar dois ou três dias, de acordo com a velocidade da Terra, que pode acelerar ou pode paralisar por completo sua rotação. Isso pode proporcionar em um ponto da Terra somente a luz dia por muito mais tempo e em outro ponto a noite por um maior período de tempo. Pode significar os três dias de noite e escuridão como já houve no passado e que está relatado na Bíblia e em alguns pergaminhos encontrados no Egito, na Suméria, na Caldeia e em outros pontos que falam sobre isso, considerando a posição da Terra.

leia a segunda parte da entrevista em Entrevista de Urandir Oliveira para o Ufotvonline sobre os acontecimentos de 2012 – parte 2

 


One thought on “Entrevista de Urandir Oliveira para o Ufotvonline sobre os acontecimentos de 2012 – parte 1

Os comentários estão fechados.