Urandir – Farsa do Aquecimento global desmascarado – alerta do Projeto Portal e Bilu


Urandir Farsa do Aquecimento Global desmascarada

Conforme vem alertando nos últimos anos Urandir e demais pesquisadores do Projeto Portal, o famoso aquecimento global não passa de uma grande farsa. Muitos pesquisadores e cientistas ao redor do mundo também tem tentado explicar que o aquecimento global não existe.  Porém existe um poder político e econômico que se sobrepõe e não permite que a verdade seja divulgada.
Efeito estufa, buracos na camada de ozonio, alerta sobre derretimento de geleiras em função de aquecimento… são conceitos que aparecem diariamente nos veículos de comunicação nas últimas décadas tentando mostrar uma realidade que não existe.

No Brasil o Dr em climatologia Ricardo Augusto Felício do departamento de geografia da Universidade de São Paulo, especialista em clima afirma que o aquecimento global é baseado em conceitos físicos que não existem, nao sendo possível avidenciar sua existência. E são centenas de cientistas e pésquisadores ao redor do mundo que contestam a farsa que o “outro lado” da ciência e ambientalistas afirmam.

Urandir e o grupo de pesquisadores do Projeto Portal e Centro de Tecnologia Zigurats vêm estudando nos últimos anos os motivos dessa farsa. Em verdade ela é mantida por indústrias, pela mídia e pelos governos, adicionando-se a uma sociedade sem conhecimento no assunto. Isso tudo soma-se para aumentar o medo no assunto.

Outro absurdo sobre o Aquecimento global é que o gás CO2 seria o responsável ou causador do efeito estufa e as alterações climáticas, sendo que seu percentual na atmosfera equivale a no máximo 0,035%. Urandir afirma o que já foi comprovado pelos climatologistas, que quem controla o clima da terra é basicamente o sol e os oceanos que correspondem a 75% do planeta. O clima está apresentando mudanças nos últimos anos, sendo estas previsíveis e cíclicas, e é exatamente nesses últimos anos que o sol está com o seu ápice de atividade, com gigantescas ejeções de massa coronal.

Vamos observar e ver onde essa história vai acabar,  pois é difícil manter a população com uma inverdade por muito tempo